SINTRAS - TO

MUSME protocola proposta de pagamento da data-base ao governo

27/09/2016 30/09/2016 15:39 92 visualizações
dsc01221-siteOs sindicatos, SINTRAS, SINDARE, SISEPE, SINTET, SIMED, SEET, SICIDETO, SINDIFATO e SINPEF, que compõem o Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (MUSME-TO) protocolaram a proposta de pagamento da data-base ao governo na manhã desta terça-feira, 27.   A nova proposta foi construída diante das sugestões apontadas pelos próprios servidores grevistas colhidas na semana passada pelos sindicatos representantes das categorias.   Portanto a proposta ficou da seguinte forma: 1) implementar 50% do índice da data-base 2016, na folha de pagamento de outubro de 2016; 2) implementar os outros 50% do índice da data-base 2016, na folha de pagamento de janeiro de 2017; 3) pagar os retroativos da data-base 2015, no exercício de 2017, iniciando na folha de janeiro; 4) pagar os retroativos da data-base 2016, no exercício de 2017, iniciando na folha de janeiro.   Além disso, os Sindicatos também pedem a implantação da jornada de 06 horas diárias em todos os setores da Administração Pública.   Após o protocolo feito diretamente ao Comitê Gestor, que na ocasião estava representado pelo secretário de Administração, Geferson Barros, e o secretário-Geral de Governo e Articulação e presidente do Grupo Gestor, Lyvio Luciano Carneiro de Queiroz, disseram aos presidentes dos sindicatos que vão analisar a proposta e depois agendar reunião para continuar a negociação.   Conforme o presidente do Sintras, Manoel Pereira de Miranda, a proposta é a suma dos apontamentos dos servidores da greve geral. “Procuramos compor uma proposta de acordo com o levantamento que fizemos com a base, ou seja, em cima das sugestões apontadas pelos servidores.”, afirmou ele.