MAURO CARLESSE IGNORA ÍNDICE DO INPC E DAR CALOTE NOS SERVIDORES, SINTRAS REQUER CORREÇÃO DA MP Nº 12

Autor: Redação Sintras - Publicado: 25/06/2019
Share

Indignação e traição traduz a Medida Provisória de nº 12, do Governo, publicada no 19 de junho de 2019, que reduz o índice do INPC de 5,0747% para 0,75%, o que determina o percentual do reajuste anual dos servidores públicos do Tocantins, afirma o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde – SINTRAS – TO.

Com isso, em um novo expediente protocolado hoje no Palácio Araguaia, SINTRAS requer que o governador Mauro Carlesse faça a imediata correção na referida Medida Provisória.

Em virtude do sentimento de revolta da categoria, o presidente da entidade frisa que não adiantará as tomadas de decisões que contraria as leis que garantem os direitos dos servidores.

“Não abriremos mão dos nossos direitos. Isso é fato. A lei determina que o Estado concede o reajuste anual determinado pelo INPC. E vamos cobrar isso de forma integral”, enfatiza o presidente Manoel Pereira de Miranda.

Ele ainda diz que a correção do percentual da data-base é questão de justiça com os servidores públicos, e que em vários momentos cobrou o direito da categoria frisando as condições que impõe ao Governo conceder ao funcionalismo público o reajuste anual.

As imposições começam com a Lei nº 2.708/2013, que diz em seu art. 1º, que o governo deve implementar a data-base em todo primeiro de maio de cada ano tendo por base o percentual calculado pelo IBGE referente aos últimos doze meses que antecede a data oficial.

O sindicato também frisa que a Lei nº 3.405/2019, em seu art. 40, garante nas Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2019, a revisão geral anual da remuneração e subsídio dos servidores públicos.

E para sanar a falta de interesse do Governo e comprovando a condição de obrigação do Estado e compromisso com os servidores, a entidade fundamentou ainda com as determinações das Legislações de nº 3.462/2019; de nº 1.818/2007; ADI nº 2.524-4 com base no art. 61, §1º, I da Constituição Federal, que exprimem de fato o direito ao reajuste anual para a categoria.

Por fim, o SINTRAS requer no documento, assinado também por outras entidades representantes dos servidores públicos, uma resposta num prazo de 24h para esclarecer junto as suas bases.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

(63) 3224-4161 / 3224-6284 / 0800 703 2037
sintras-to@uol.com.br

405 Norte, Alameda 08, lote 01, Conjunto HM3
CEP 77002-018 - Palmas-TO

Copyright®1989 - 2019 SINTRAS - Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Tocantins.

Criado por: