MP dar parecer favorável na ação impetrada pelo SINTRAS que cobra publicação de progressões

Autor: Alysson-neya chaves - Publicado: 05/04/2019
Share


O Mandado de Segurança nº 0001556-49.2019.827.0000 impetrado pelo SINTRAS, conquista parecer favorável, do Ministério Público, aos seus filiados para publicação no Diário Oficial do Estado – DOE, a portaria de efeito financeiro aos servidores aptos a progressão horizontal.

Os servidores beneficiados com a MS são os que consta no ATO de nº 003, elaborado no dia 27 de setembro de 2018, pela Comissão de Gestão, Enquadramento e Evolução Funcional do Quadro da Saúde – CGEFS.

Conforme o presidente do SINTRAS, o Ato da Comissão foi publicado no DOE de nº 5.253, ainda em 7 de dezembro de 2018, e foi necessário impetrar ação no Ministério Público para avançar no processo de concessão das progressões dos servidores.

“Não adianta o governo protelar por congelamento, agora vai pagar com determinação da justiça os direitos dos filiados do SINTRAS”, diz Presidente Manoel Pereira de Miranda

Pois inúmeras vezes a diretoria do SINTRAS cobrou do Estado a publicação dessa portaria, e por não ter sido atendido, fomentou a entidade a buscar o direito dos filiados na justiça.

“Não adianta o governo protelar com congelamento, agora vai pagar com determinação da justiça os direitos dos filiados do SINTRAS”, diz Presidente Manoel Pereira de Miranda

Assim, segue o parecer: O Ministério Público do Estado do Tocantins manifesta pela concessão da ordem para publicação das portarias e implementação do reenquadramento/progressão funcional dos representantes do Impetrante, conforme decisão da Comissão, Enquadramento  e Evolução Funcional do Quadro da Saúde – CEGFS, publicada no Diário Oficial do Estado.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

(63) 3224-4161 / 3224-6284 / 0800 703 2037
sintras-to@uol.com.br

405 Norte, Alameda 08, lote 01, Conjunto HM3
CEP 77002-018 - Palmas-TO

Copyright®1989 - 2019 SINTRAS - Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Tocantins.

Criado por: