SINTRAS OFICIALIZA PEDIDO DE ABERTURA DE CANAL DE DISCUSSÃO COM AL SOBRE MP 5 QUE TRATA DA CONVERSÃO DE CARGA HORÁRIA

Autor: Alysson-neya chaves - Publicado: 03/04/2019
Share

Nesta terça-feira, 02, o SINTRAS solicitou abertura de diálogo aos presidentes das Comissões na Assembleia Legislativa para discutir sobre a Medida Provisória nº 5, que trata da Conversão da Carga Horária dos servidores da saúde que laboram em regime de plantão.

O ofício foi protocolado aos deputados Ricardo Ayres (PSB) presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, Elenil da Penha (MDB), da Comissão de Administração, Trabalho, Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público, e ainda para o deputado Nilton Franco (MDB), presidente da Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle.

Para essas três Comissões, além do ofício requerendo a abertura de diálogo, foi encaminhado a proposta do SINTRAS para conversão da carga horária da categoria.

Conforme a proposta da entidade a formatação das escalas deverão constar no máximo 12 plantões de 12h para quem cumpre carga horária de 40h semanais; 10 plantões de 12h para 30h semanais; e 8 plantões para quem faz 24 horas semanais.

Na proposta o sindicato propõem ainda que os servidores que cumprem carga horária de 24 horas semanais tem a opção de fazer plantões de 24h com descanso interjornadas de no mínimo 24h.

“Enquanto representante dos servidores públicos, vejo um Governo com total descaso e desrespeito com a categoria. Ele está jogando sua responsabilidade para os deputados estaduais decidir, ao invés de abrir diálogo com as entidades e apurar junto as mesmas as necessidades dos servidores que tanto trabalham em prol do desenvolvimento do Tocantins, e ainda não são valorizados”, disse o presidente do SINTRAS Manoel Miranda.

Ele afirma também que a entidade não aceita que o plano de carreira dos servidores da saúde, o PCCR, seja rasgado, seja modificado com a tentativa de majorar um plantão a mais conforme o que dita na Lei 2.670/2012.

Pontapé

A busca de apoio e de um canal para discussão da MP nº 5 iniciou com a conversa com o deputado Elenil da Penha, ontem pela manhã, quando o mesmo informou à diretoria do SINTRAS que propõe a realização de uma audiência pública, juntamente com as outras comissões da AL para discutir a pauta com membros do governo e entidades sindicais.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

(63) 3224-4161 / 3224-6284 / 0800 703 2037
sintras-to@uol.com.br

405 Norte, Alameda 08, lote 01, Conjunto HM3
CEP 77002-018 - Palmas-TO

Copyright®1989 - 2019 SINTRAS - Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Tocantins.

Criado por: